Profissões valorizadas no mercado de trabalho

Google Imagens

Com o mercado de trabalho aquecido devido ao bom momento da economia brasileira, a busca por profissionais qualificados está cada vez mais desafiante e competitiva. Diante deste cenário, que apresenta maior oferta de vagas do que profissionais capacitados e especializados para assumirem os cargos disponíveis, deparamos com uma fase de supervalorização dos salários em algumas áreas de atuação, como: TI, Engenharia, Finanças e Contabilidade, Marketing e Vendas.

De acordo o diretor do Grupo Selpe Recursos Humanos – empresa de recrutamento e seleção há 45 anos no mercado, Hegel Botinha, os profissionais qualificados com mais de cinco anos de experiência estão entre os mais assediados e disputados pelas empresas. “Isso pode ser percebido nos salários”, afirma. Na avaliação de Hegel, a captação de profissionais para trabalhar na área de TI cresce cada vez mais e estes são destaques entre os mais bem remunerados. “Recebem acima da média, principalmente aqueles que apresentam visão generalista e estratégica, sendo essas algumas exigências do mercado”, explica.

Já o mercado de Engenharia precisa de engenheiros especializados em todos os setores, seja na indústria, na mineração ou na construção civil devido o momento do mercado. E para enfrentar a escassez de profissionais preparados e não inflacionar os salários, as empresas do setor estão investindo em programas de estágio e de trainee como uma forma de garimpar os talentos. “Os profissionais recém formados e com pouca experiência geralmente iniciam na empresa com o salário de R$ 4 mil a R$ 5 mil, em média, podendo galgar salários mais altos e outros cargos posteriormente”, afirma o diretor do Grupo Selpe.

Na área Financeira e Contábil, os profissionais que apresentam conhecimentos técnicos e específicos, além de fluência no inglês, estão sendo mais valorizados financeiramente. “Este mercado requer profissionais com experiência entre 5 e 8 anos, com remuneração na média de R$ 8 mil a R$12 mil dependendo do porte da organização e das responsabilidades a serem assumidas”, destaca Hegel Botinha. Além disso, o aquecimento da economia e o crescimento do mercado consumidor têm proporcionado a valorização dos profissionais que atuam na área de Vendas e Marketing. “A forma de remunerar vem mudando e as empresa estão investindo mais nas remunerações variáveis para os profissionais dessa área”, explica Hegel.

Segundo Hegel, para conseguir atrair e reter estes talentos, as empresas precisam atuar de forma estratégica e ter um posicionamento diferente no que se refere à política de RH. “No mercado de alta demanda para profissionais muito requisitados, é necessário oferecer uma remuneração atrativa, pacote de benefícios diferenciados, sem deixar de oferecer oportunidades de desenvolvimento, plano de carreira e desafios na função”, sugere Hegel.

Fonte: RHCentral

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest