O que fazer quando não sou reconhecido no trabalho?

Descobrir a razão da sensação de estar faltando algo é a chave para lidar com a situação.

O que fazer quando não sou reconhecido no trabalho?

Às vezes, a motivação vem na forma de um simples obrigado ou parabéns. Mas, mesmo assim, essa forma de reconhecimento não é frequente. Isso, sem falar de outras, como a promoção, o aumento de salário ou a participação de projetos especiais ou treinamentos.

Antes de culpar o gestor ou a empresa pela falta de consideração ou reconhecimento pelo trabalho que tem feito, especialistas afirmam que o primeiro passo para lidar com essa situação é avaliar sua atuação no trabalho e até mesmo, da sua vida pessoal.

“Alguns profissionais procuram o papel de pai e mãe na figura do chefe. Isso acaba revelando uma dívida emocional e uma carência que acabam sendo transferidos para a empresa, chefe ou colegas de trabalho”, explica Rogério Chér, sócio da consultoria Empreender Vida e Carreira.

Confira abaixo as recomendações dos especialistas:

Relembre seu trajeto profissional dentro da empresa

“Quais foram os desafios, projetos que ele se envolveu? Alguma vez ele se voluntariou para fazer uma tarefa diferente? Primeiramente, o profissional tem que mostrar vontade de crescer”, afirma Karin Parodi, diretora da Career Center.

Avalie seu nível de protagonismo

Pode ser que o nível de contribuição do profissional seja significativo, mas isso não quer dizer que sua performance também seja. E, para algumas empresas, é isso que importa.

Seja responsável por suas escolhas, seu nível de comprometimento revela se você é protagonista da sua carreira ou apenas um observador passivo.

Peça um feedback

Se o reconhecimento para você é indispensável, vale pedir um feedback 360º. Converse com seus pares e com líderes, faz parte da reflexão. “Mas leve seu adulto para a conversa. O profissional tem que tomar cuidado para não parecer uma criança ao falar que ninguém o nota no trabalho”, diz Chér.

Analise os valores e a cultura organizacional da empresa

Algumas empresas têm como característica demonstrar a satisfação com o funcionário e algumas não. Às vezes é o chefe que é inflexível e não vê razão em parabenizar ou oferecer oportunidades de treinamentos para os subordinados.

Nesses casos, os especialistas recomendam: coloque os prós e contras de se trabalhar nessa empresa. Você assumiu um cargo que lhe agrada? Você concorda com a maneira com que a organização lida com as demandas ou problemas? Porque senão, mesmo com um pacote de remuneração e benefícios, seguidas promoções e projetos desafiadores, o profissional ainda sim se sentirá frustrado.

 

Fonte: Exame

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest