O que é importante para você?

O que é importante para você?

Christian Barbosa

Você sabe o que é realmente importante na sua vida? Aquilo que realmente faz a diferença? Muitas pessoas não tem resposta para essas perguntas e sem saber o que é realmente importante, ficam confusas para decidir, escolher, não conseguem atingir objetivos, ficam com medo. Perdem tempo à toa. Por que estou fazendo isso? Por que eu quero isso? Qual o propósito?. As razões vem primeiro, as respostas depois.

Se você não achar um motivo importante para viver, tenha certeza que nunca vai ter tempo na sua vida. Se não tem as razões certas, não vai funcionar. Vai apenas sair correndo feito um maluco e não vai chegar em lugar nenhum. Quando você tem as razões, ai sua ação massiva, dá resultados.

No ambiente corporativo, encontramos muitas pessoas insatisfeitas com sua vida. Já vi casos em que, num determinado momento da vida, o trabalho veio sempre em primeiro lugar e a família foi deixada de lado. E quando olham para trás, parece tarde demais para reverter a situação. Aí o trabalho vem a ser um refúgio para esquecer os problemas pessoais e cresce a frustração de não ter cuidado corretamente de todas as áreas que eram importantes para essas pessoas.

Em contrapartida, há outros incomodados com a questão de equilibrar, da melhor maneira possível, o lado pessoal com o profissional. Eles se preocupam tanto que acham que nada que estão fazendo está certo. Isso acontece muito com as mulheres, que sentem-se culpadas a todo momento por não terem muito tempo para os filhos, para o marido ou para si mesma por conta do trabalho e nunca estão satisfeitas com toda a dedicação que dão para ambas as áreas.

Eu as denomino como “mulher-maravilha”, que são aquelas que fazem tudo ao mesmo tempo, trazem para si uma carga de responsabilidade maior do que conseguem suportar e adorariam que o seu dia tivesse no mínimo 40 horas, pois, só assim, conseguiriam resolver tudo.

Mas isso não se aplica somente ao público feminino, há muitos “super-homens” por aí que pensam que 24 horas não são suficientes. Então eu pergunto: caso você se encaixe em um desses perfis, acha realmente que se fosse possível haver mais horas diárias o problema da falta de tempo estaria solucionado? Eu digo que não! Certamente você acharia outras coisas para fazer, mais responsabilidades, mais atividades e acharia seu tempo escasso do mesmo jeito.

Uma das coisas que consigo reparar nas pessoas de muito sucesso que tive contato é que eles sabem precisamente o que querem, o que é importante. Clareza é poder, é resultados. É a diferença entre ir rápido ou ir rastejando. Uma das forças mais poderosas na humanidade é a necessidade de nos mantermos constantes na forma como definimos nós mesmos.

Não há fórmulas ou receitas prontas de encontrar essa resposta, pois os interesses variam conforme a fase da vida, as condições em que se encontram e as pessoas ao redor. Mas o que podemos afirmar é que não devemos ter apenas um objetivo na vida. O importante é ter diversos focos e dentro deles agir com ética e princípios. De que vale só priorizar o trabalho e deixar a vida pessoal de lado, por exemplo? O que acontece frequentemente é que algumas pessoas sentem-se realizadas em um determinado segmento, mas, em compensação, deixam outros de lado.

O mundo muda rápido e constantemente, vivemos ocupados (aliás adoramos estar ocupados). Mas independente da mudança, você tem que saber quem é, o que é importante, o que você quer, o que te dá poder. E isso não muda com o vento.

 

Fonte: RH Central

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest