Como fazer as escolhas certas para sua carreira

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Fazer uma reflexão sobre o que você realmente gosta de fazer é uma das recomendações

Escolher não é fácil, ainda mais quando são dilemas que envolvem a sua vida profissional. Qual oferta de trabalho devo escolher? Estou insatisfeito com meu trabalho, devo sair? Acho que quero mudar de área, e agora?

Para responder as tais perguntas, Ana Luisa Pliopas, coordenadora da Coordenadoria de Estágios e Colocação Profissional (CECOP) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), explica que o profissional precisa refletir para descobrir o que ele realmente quer.

Para Minoru Ueda, consultor sênior da Leme Consultoria, o primeiro passo é observar se as decisões em relação a sua carreira satisfarão também a sua vida pessoal e familiar, além dos valores.

Confira as recomendações dos especialistas.

1. O que você gosta de fazer?

“As pessoas dizem que farão o que gostam quando se aposentarem”, afirma Ueda. Não se pode fazer uma escolha pensando somente no presente e adiando sua vontade. Ele recomenda fazer um pequeno exercício, refletir sobre o quanto você faz do que você gosta e o quanto você gosta do que você faz.

“Durante uma semana, ao final de cada dia, anote o que você fez hoje. Em seguida identifique quais foram os momentos que você se sentiu satisfeito e não sentiu o tempo passar”, ensina Ana. Busque oportunidades de trabalho e planeje sua carreira pensando nestes momentos.

2. Quais são as suas prioridades e os seus valores?

Ana explica que alinhar o que é importante para você em determinados momentos. “Se no começo da carreira, a prioridade era trabalhar e juntar dinheiro, pode ser que o cenário mude quando o profissional for mais velho e preferir se estabilizar”, explica.
Mas para ter uma visão abrangente do quanto sua decisão afetará a sua carreira é preciso refletir.

3. Foque nas suas competências

Ueda afirma que as pessoas tendem a listar bem as habilidades que precisam ser desenvolvidas, e acabam deixando de lado os seus pontos fortes.

O equilíbrio é necessário nesta avaliação para que o profissional possa apostar no que mais tem confiança sem deixar de melhorar em outros aspectos.

4. Investigue

Busque informações sobre a empresa para a qual você está prestes a trabalhar, pegue a grade curricular da pós-graduação que você deseja fazer e veja se é realmente isso que você quer estudar. Este tipo de comportamento ajudará você a tomar decisões mais coerentes.

Na situação de uma entrevista de emprego, por exemplo, Ana afirma que uma simples pergunta ao entrevistador pode fazer com que uma decisão tenha chances de ser a correta. Questionar se houve episódios de profissionais que não se adaptarão na empresa e as razões.

Via: Exame 

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Pin It on Pinterest