Carlos Ghosn busca novo mandato de 4 anos na Renault

Presidente brasileiro de uma das montadoras mais afetadas pela crise econômica deve ser “reeleito”

Roberto Setton/Veja
CEO dos grupos Nissan e Renault, Carlos Ghosn espera ter novo mandato aprovado pelo conselho de administração*

Paris – O presidente brasileiro de origem libanesa da montadora francesa Renault, Carlos Ghosn, solicitará nesta sexta-feira à assembleia geral de acionistas a renovação de seu mandato, num contexto econômico difícil.

Ghosn, que desde 2002 já era administrador dentro do grupo, assumiu a direção operacional em abril de 2005 e a presidência no ano passado, sem deixar, por causa disso, a direção da Nissan, o sócio japonês da Renault.

Formalmente, o mandato de administrador de Ghosn deverá ser renovado por quatro anos pela assembleia geral e, depois, o novo conselho de administração que se reunirá em seguida deverá confirmá-lo em sua função de presidente.

Ghosn, que chegou à Renault com o prestígio de ter reerguido a Nissan e com uma imagem de “cost killer” (redutor de custos), deverá agora fazer frente ao desaparecimento progressivo das ajudas públicas estatais ao setor na Europa, seu principal mercado.

O plano de troca de carros velhos manteve as vendas durante o primeiro trimestre. A cifra de negócios aumentou quase 28,4% a 9,072 bilhões de euros.

Mas este efeito poderá terminar no segundo trimestre, e a Renault se mostra prudente no que diz respeito ao resto do ano.

Na terça-feira, a montadora reiterou que espera “condições ainda difíceis em 2010 e um mercado europue que poderá sofrer uma queda de 10%” em relação a 2009.

Fonte: Portal Exame

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest