As metodologias mais eficientes para selecionar

Google Imagens

Todas as empresas, sem exceção, precisam desenvolver e praticar, em algum momento da sua gestão, o chamado processo seletivo, que é um conjunto de atividades que visam prever o desempenho do candidato para o cargo que ocupará na empresa. E esta prática empresarial também reflete e sofre mutações com o passar dos anos.

Até pouco tempo, muitas empresas contratavam apenas pelo currículo, experiência anterior e uma breve entrevista. Hoje, se percebe que os gestores estão entendendo melhor que a seleção é fundamental para os resultados da empresa e estão investindo mais tempo no processo.

Foi por isso que ganharam força as mais variadas ferramentas de auxílio na seleção. Porém, como o mercado é amplo, os cuidados na hora de implementar a ferramenta correta tomam proporções cada vez maiores.

E as empresas, além de desenvolverem um planejamento para incorporarem o novo utensílio, precisam também desenvolver um plano de negócio para identificar a solução que, de fato, agregará valor ao seu processo seletivo.

A utilização do SMS (mensagem por telefone celular) tornou-se comum na empresa de contact center TMS Call Center, que faz uso do serviço para contatar seus clientes a partir do Centro de Desenvolvimento de Recursos Humanos. Ao perceber o poder da ferramenta e sua economia, a organização resolveu experimentar para comunicar-se com os candidatos às vagas. A organização possui mais de seis mil funcionários e visou o desenvolvimento do centro para dar um espaço aos candidatos de forma a adequar melhor o processo. Para isso, gerou um ambiente específico para a seleção, com salas de treinamento equipadas com variadas tecnologias.

A tecnologia é uma metodologia que vem agregando muito valor ao processo seletivo. Normalmente, ela é utilizada no início, funcionando como o recrutador base. O candidato pode acessar o site da empresa, verificar a vaga em aberto e se cadastrar de acordo com os requisitos pré-selecionados. Para a companhia, o processo de triagem torna-se muito mais rápido e fácil, pois, via de regra, ela terá somente profissionais com o perfil que deseja.

Normalmente, a internet é utilizada para identificar todo o perfil do candidato. A empresa pode mandar provas e até mesmo testes para identificar as competências e só depois chama o candidato à organização, já conhecendo o que ele tem a oferecer, querendo agora apenas avaliar os aspectos comportamentais. Têm empresas que complementam com testes situacionais, ou seja, simulação do ambiente de trabalho ao qual o candidato será submetido; há ainda organizações que trabalham com painéis com a discussão de cases e outras que fazem uma bateria de entrevistas com gerente, diretor e presidente.

 

Fonte: RHCentral

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest