A definição da identidade pessoal passa por quatro fases

Lucas Reñe Copelli

Google Imagens

1º. Autoconhecimento: Fazer uma auto-avaliação sobre suas atitudes, desejos e vontades e identificar a origem destes pontos, e em seguida descobrir qual a percepção das outras pessoas tem sobre você.

2º. Definição de propósito e princípios: Estes elementos irão nortear a sua vida e direcionar seus pensamentos e ações na dinâmica de relações existente entre você e a sociedade. Assim, você conquista maior agilidade e consistência para atuar diante das mudanças e imprevisibilidades do dia-a-dia e aumenta as possibilidades alcançar seus objetivos.

3º. Definição de atributos: Ao possuir clareza de seu propósito e princípios, você deve buscar atributos próprios, que são características relacionadas a você que auxiliam na sua diferenciação no meio. Para isto, você deve ir além do senso comum e do que as pessoas esperam de você, encantando as pessoas e consequentemente aumentando sua percepção de valor.

4º. Posicionamento: Desenvolva uma declaração que sintetiza como você pretende atuar na sociedade, levando em consideração o contexto em que você atua, as pessoas com quem você se relaciona e seu diferencial. Esta declaração deve apresentar uma forma de conduta melhor do que a existente, que seja relevante e crível para todos.

A partir deste momento, você poderá responder as próximas perguntas, com mais segurança e consistência: “O que eu quero?” e “O que vou fazer para conseguir isso?”.

Os objetivos resultantes das respostas do “O que eu quero?” devem estar alinhados com a sua identidade e relacionados a todos os aspectos de sua vida: carreira, finanças, saúde, relacionamento, espiritualidade… Assim, você terá os seguintes benefícios:

1- Visualizar um meio lógico e abrangente para descrever o ponto onde você quer chegar;

2- Promover a integração e a sinergia das suas capacidades e esforços;

3- Desenhar uma agenda comum com as pessoas mais próximas, visando acelerar a conquista dos seus objetivos;

4- Definir as prioridades entre seus objetivos e onde focar os esforços.

Agora, enquanto a primeira pergunta é respondida com insumos Inspiracionais e a segunda com insumos Aspiracionais, a terceira pergunta “O que vou fazer para conseguir isso?” entra na parte mais estratégica do desenvolvimento da sua Marca. Neste momento, devemos colocar o cérebro para funcionar e buscar as melhores estratégias para alcançar os Objetivos, sempre alinhados com sua Identidade.

As estratégias precisam ser bem planejadas, levando em consideração todas as informações levantadas anteriormente e todos os públicos com quem você se relaciona ou poderia se relacionar, atuando de uma forma equilibrada que possa acolher a contribuição de todos.

Fonte: RH Central

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest