4 dicas para você organizar sua mesa de trabalho

4 dicas para você organizar sua mesa de trabalho

Especialistas afirmam que a desorganização afeta sim a produtividade de um profissional.

A mesa de trabalho de uma pessoa pode contar muito de sua rotina e personalidade. Para alguns, a bagunça pode ser organizada, mas para os especialistas, essa atitude não é vantajosa para a imagem de um profissional e para sua carreira.

Para Ivo Corradi de Abreu, consultor em organização, organizar a área do trabalho, seja no escritório ou em casa, aumentará a eficiência pessoal e diminuirá o estresse. “Quando você é cobrado de uma correspondência ou relatório que você nem lembra se recebeu ou não, isso demonstra um descontrole no trabalho”, diz.

“O profissional precisa se conscientizar de que a sua desorganização atrapalha sua produtividade”, afirma José Luiz Cunha, engenheiro e fundador do portal OZ! Organize sua vida.

Confira abaixo as dicas dos especialistas:

1 – Descarte e limpe:
Verifique se cada objeto que está em sua mesa de trabalho tem utilidade e descarte tudo aquilo que não pertence ao trabalho. Para Cunha, esse primeiro passo tem que ser planejado, e com uma data marcada. “Chegue mais cedo ou saia mais tarde do trabalho”, ensina.


2 – Categorize:

A melhor forma de organizar os papeis e documentos é classificá-los por assuntos. “O ideal é que a mesa tenha a menor quantidade de papeis possível”, diz Abreu.

Ele recomenda que uma bandeja, por exemplo, sirva de caixa de entrada para as correspondências. Dessa maneira, o profissional poderá gerenciar os papeis que viu e não viu.


3 – Coloque as coisas no lugar:
Levar muito tempo para achar algo que está precisando, além de ser uma perda de tempo pode ser prejudicial para sua produtividade, uma vez que a perda de um documento ou contato pode custar caro.

Para os especialistas, uma gaveta pode servir de suporte para que você possa colocar todos os trabalhos que precisam ser executados. Organizando dessa maneira, você saberá onde os objetos estão.


4 – Afaste os objetos “inúteis”:
“Deixe afastados os arquivos, livros ou revistas que você não consulta há meses”, ensina Cunha. Mas o bom senso prevalece quanto aos objetos pessoais, que para Abreu podem servir de motivação para o profissional.

Por isso, evite coleções de canecas, troféus ou de objetos muito pessoais. “Calendário, porta lápis e até uma fotografia são bem vindos”, diz.

 

Fonte: Exame

Clube do RH

O Clube do RH surgiu das necessidades e desejos de um grupo de profissionais de Recursos Humanos que sentiam a necessidade de falar de gente, entender gente e desenvolver gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest